Discurso de Draghi deve levar NY a abrir em alta

Os índices futuros de Nova York operam em alta nesta segunda-feira, 25, seguindo os pregões na Europa e devem levar as bolsas norte-americanas a abrirem em terreno positivo, após os maiores ganhos desde de abril registrados na última semana. Às 10h20 (de Brasília), no mercado futuro, o índice Dow Jones subia 0,40%, o S&P 500 ganhava 0,45% e o Nasdaq tinha alta de 0,48%.

ALEXANDRE DALLARA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRE, Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2014 | 10h37

As bolsas europeias apresentam ganhos desde o início do dia, reagindo bem ao discurso do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, no simpósio anual de Jackson Hole, na última sexta-feira, 22. O pronunciamento foi feito após o fechamento das bolsas e só repercutiu nesta segunda-feira nos mercados do continente.

Os investidores viram, na fala do chefe do BCE, sinais de que a autoridade pode adotar novos estímulos diante dos dados econômicos ainda fracos. A fala da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, também na sexta-feira, deu menos sinais sobre as possíveis mudanças de política monetária.

As bolsas americanas devem reagir ainda aos dados de atividade de gerentes de compras (PMI) de serviços, que será divulgado às 10h45, e ao índice de venda de moradias de julho, previsto para às 11h. O Federal Reserve de Dallas publica também nesta segunda-feira o dado de atividade das empresas de agosto, às 11h30. Mais cedo, o índice de atividade nacional do Federal Reserve de Chicago subiu para +0,39 em julho, de +0,21 em junho, o que ajudou a sustentar os ganhos nos futuros.

Entre as notícias corporativas de destaque estão a encomenda de 82 aviões feita pela BOC Aviation, braço de leasing do Bank of China, pela Boeing, que fez as ações da empresa subirem 0,35% no pré-mercado e a confirmação do Burger King de que está em negociação com a Tim Hortons, que poderia criar a terceira maior rede de fast food do mundo. As ações da Burger King Worldwide avançavam 12,98% no pré-mercado.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valoresNYDraghi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.