Dispensa do presidente da Usiminas é legal, diz Nippon

A Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation (NSSMC) informou em comunicado que as mudanças no comando da Usiminas, aprovadas na semana passada, foram para "o melhor interesse" da empresa. Segundo a NSSMC, o processo que determinou a dispensa do presidente da siderúrgica, Julián Eguren, e de dois vice-presidentes está em "conformidade com a legislação brasileira aplicável, o estatuto social e o acordo de acionistas da Usiminas, e a aprovação do conselho de administração é legal e válida".(Francine De Lorenzo - francine.delorenzo@estadao.com)

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2014 | 18h20

Tudo o que sabemos sobre:
UsiminasNippon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.