Dólar à vista abre em alta de 0,71% a R$ 2,133 na BM&F

O pregão viva-voz de câmbio na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) começou com o dólar em alta de 0,71% hoje, negociado a R$ 2,133, às 9h15. Ontem, a taxa de câmbio registrou baixa de 0,14% no fechamento, com o dólar encerrando o dia a R$ 2,118. A bolsa chinesa fechou em alta de 1,2% hoje e várias autoridades do país têm feito declarações para aplacar os rumores que detonaram o ajuste do mercado, desde a última terça-feira, que se espalhou pelo resto do mundo. Mas o movimento não foi capaz de contagiar os demais mercados acionários da região e os índices das bolsas do Japão, da Coréia do Sul e da Índia, por exemplo, registraram novas perdas hoje. Na Europa, as principais bolsas também amargam perdas de quase 1% esta manhã e em Nova York, as negociações com índices futuros sinalizam um dia negativo. No Brasil, o único palpite arriscado pelos especialistas resume-se à palavra "volatilidade". A avaliação continua sendo de que as tensões dos últimos dias não refletem piora dos fundamentos econômicos mundiais, mas sim um ajuste. Ainda assim, a percepção é que a correção não está completa. Por enquanto, a tendência do dia do mercado doméstico de câmbio não está definida, mas o contrato futuro de dólar com vencimento em abril, negociado no pregão eletrônico da BM&F, sinaliza baixa (às 9h25, era negociado a R$ 2,137, baixa de 0,14%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.