Dólar à vista cai 1,36% e fecha a R$ 2,174 na BM&F

Após subir mais de 3% ontem, o dólar negociado à vista no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) fechou hoje em queda de 1,36% a R$ 2,174. O dólar renovou as mínimas à tarde, ajustando-se à queda externa dos juros dos títulos do Tesouro dos EUA, que carrega junto o dólar ante outras moedas, e também ao forte recuo dos juros futuros na BM&F após o resultado do leilão de títulos prefixados. O contrato de juro para janeiro 2008 (o mais negociado) encerrou o dia projetando taxa de 14,95% ao ano, ante 15,03% ontem. Em Nova York, por volta das 16h20, o juro do título de 10 anos caía a 5,0675% anuais, contra os 5,153% de ontem. E, no mercado de moedas, o dólar recuava 0,22% a 110,93 ienes e o euro subia 0,81%, a US$ 1,2830. Na BM&F, o dólar abriu em queda de 0,18% a R$ 2,200; oscilou 1,98% entre a mínima de R$ 2,167 (-1,68%) e a máxima de R$ 2,21 (+0,27%). Foi registrado um giro financeiro de US$ 122 milhões, com 91 negócios.

Agencia Estado,

18 de maio de 2006 | 16h33

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.