Dólar à vista na BM&F abre em alta de 1,14% a R$ 2,125

O dólar negociado à vista no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) abriu hoje seguindo o movimento de alta com que fechou a quinta-feira. A moeda norte-americana encerrou ontem em alta de 1,99%, a R$ 2,101. Hoje, abriu com elevação de 1,14%, a R$ 2,125. Ontem, o ministro Guido Mantega reafirmou a exportadores do setor moveleiro que não pretende mudar a política cambial. À tarde, no leilão de compra de dólares, o Banco Central, perante as taxas elevadas pedidas pelos dealers, diminuiu significativamente o volume que vinha adquirindo em suas atuações diárias, deixando claro que não pagará qualquer preço para enxugar o mercado. A novidade interna desta manhã é o dado de inflação alta captado pela primeira prévia do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) de maio (+0,21%). Essa taxa pode sustentar as taxas de juros. Ou seja, o cenário interno tenderia a levar o dólar à queda, na abertura de hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.