Dólar abre em alta de 0,10%, cotado a R$ 2,094

A taxa de câmbio começa o dia em leve alta no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). No primeiro negócio fechado às 9h10, o dólar foi cotado a R$ 2,094, valorização de 0,10% em relação ao final dos negócios na sessão de ontem. O Banco Central atuou agressivamente no seu leilão de câmbio ontem, rejeitando apenas uma das 13 propostas feitas pelas instituições financeiras e fixando taxa de corte pouco superior à cotação do dólar em mercado no momento da operação. As avaliações de especialistas ouvidos pela Agência Estado são de que, somente ontem, a autoridade monetária adquiriu cerca de US$ 550 milhões em mercado. Com isso, o BC conseguiu que a cotação da moeda norte-americana encerrasse o pregão da quarta-feira em alta de 0,34%, a R$ 2,092, na BM&F, e alta de 0,38%, a R$ 2,094, no mercado interbancário. Para os próximos pregões, no entanto, as dúvidas permanecem. Analistas acreditam que a sustentação da cotação do dólar perto da estabilidade, com momentos de queda alternados com outros de alta, depende de o Banco Central manter essa agressividade por mais tempo. Assim, a provável intervenção de hoje no mercado, com leilão de compra, ganha maior importância. Até lá, os investidores computarão de maneira positiva os esforços do presidente Lula em reafirmar a permanência de Henrique Meirelles no comando do BC e olharão para o cenário internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.