Dólar abre em baixa de 0,05% a R$ 2,137 na BM&F

O dólar registra leve baixa no início das negociações no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). A taxa de câmbio da primeira transação à vista foi de R$ 2,137, recuo de 0,05% em relação ao fechamento do pregão ontem. O cenário internacional, onde os acontecimentos de destaque do dia são os dados da economia dos EUA e o desenrolar das negociações entre o Irã e o Ocidente sobre o programa nuclear, deve ficar na mira dos investidores do mercado doméstico de câmbio. Internamente também há fatos relevantes, como a divulgação do IPCA-15 e das contas do governo central, mas a repercussão desses assuntos deve ser menor. A perspectiva é que a economia dos EUA volte ao centro do noticiário internacional, determinando os negócios ao redor do mundo. Hoje será divulgado um indicador que merece atenção dos analistas e pode haver oscilações dos ativos a depender dos resultados. São os dados de vendas de imóveis residenciais usados em julho, que a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis anuncia às 11 horas (de Brasília). Já o Federal Reserve Bank de Chicago divulga o índice de atividade industrial nacional de julho, também às 11 horas.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2006 | 09h20

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.