Dólar abre em baixa de 0,18% na BM&F, a R$ 2,187

A taxa de câmbio abriu em ligeira baixa no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros. O dólar de liquidação à vista foi cotado a R$ 2,187 no primeiro negócio desta manhã, o que representa uma pequena desvalorização de 0,18% em relação ao fechamento dos negócios ontem. As principais bolsas de valores da Europa operam em alta e os índices futuros do mercado de ações de Wall Street também apontam para um dia de ganhos. O único sinal negativo é do petróleo, que nos contratos futuros negociados em Nova York e Londres continua a ser negociado em alta, próximo de US$ 76 o barril. Na agenda doméstica que pode influenciar o mercado de câmbio hoje está a divulgação, pelo Banco Central, do saldo de entradas e saídas de divisas do País em julho. Em balanço parcial divulgado na semana passada, o fluxo cambial estava positivo em US$ 1,608 bilhão até o dia 19. À tarde, o secretário do Tesouro Nacional, Carlos Kawall, comparecerá a uma audiência pública na Comissão Mista de Orçamento, no Congresso, para fazer uma avaliação do cumprimento das metas fiscais do primeiro quadrimestre de 2006, período em que o superávit primário do setor público foi de R$ 29,6 bilhões, ou 4,66% do PIB. A meta do governo é de um superávit de 4,25% do PIB.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2006 | 09h34

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.