Dólar abre em baixa de 0,35% a R$ 2,138 na BM&F

A taxa de câmbio começou o pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) em baixa de 0,35%, com o dólar negociado a R$ 2,138 no contrato de liquidação à vista. A avaliação sobre a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que manteve ontem à tarde a taxa de juros dos EUA estável em 5,25% ao ano e divulgou um comunicado no qual eliminou referências às preocupações que tinha com preços de energia e commodities, tranqüilizou o mercado financeiro sobre o futuro da política monetária dos EUA e repercute positivamente na abertura dos mercados externos, hoje. Por aqui, a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, divulgada hoje cedo, parece que não fornecerá novidades expressivas. De acordo com as primeiras leituras do documento, o tom da ata é coerente com a decisão tomada de corte de 0,5 ponto porcentual da taxa Selic e sinalizador de que a política de corte do juro seguirá, como já é esperado pelos investidores, ainda que possam continuar as divergências sobre a magnitude dos recuos futuros. Mesmo assim, se surgirem novas interpretações para o documento no decorrer do dia, pequenas oscilações podem surgir no mercado de juros e, em menor intensidade, no de câmbio.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2006 | 09h41

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.