Dólar abre em baixa de 1,05% a R$ 2,25

O mercado de câmbio à vista abriu com o dólar em queda no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O primeiro negócio fechado hoje, às 10h15, foi à taxa de R$ 2,255 por dólar, recuo de 1,05% em relação ao final do dia na quarta-feira. No mercado de balcão, o dólar comercial também abriu em baixa de 1,05%, negociado a R$ 2,256. A tranqüilidade no câmbio reflete a melhora no cenário externo. O discurso do presidente do Fed (banco central dos EUA), Ben Bernanke, amenizando o tom de preocupação com o risco inflacionário nos EUA, provocou ontem forte alta das bolsas em Nova York. Devido ao feriado, o mercado brasileiro de câmbio ficou fechado ontem e só hoje deve reagir à fala do presidente do Fed. No entanto, a melhora dos mercados ainda deve ocorrer em meio a um sentimento de cautela, tendo em vista que os investidores continuam divididos quanto às apostas sobre quanto deve subir os juros americanos. Na quarta-feira, antes do feriado, o mercado de câmbio já havia se acalmado à tarde, fechando com o dólar em baixa após dois dias seguidos de alta. O fluxo cambial foi considerado positivo e houve ofertas de moeda por algumas tesourarias, que já teriam assimilado a idéia de mais um aumento de 0,25 ponto porcentual, para 5,25% na taxa dos Fed Funds (fundos depositados pelos bancos comerciais nos EUA) no final de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.