Dólar abre em leve alta com foco em contas externas

Movimento da moeda reflete cautela devido à expectativa de um resultado pior nas transações correntes do País, que serão divulgadas hoje

Fernando Travaglini, da Agência Estado,

22 de novembro de 2013 | 09h48

O dólar abriu a sexta-feira, 22, em leve alta ante o real, alinhado aos ganhos da moeda norte-americana ante o iene e algumas divisas ligadas a commodities. O viés positivo interno também reflete certa cautela dos agentes financeiros devido a expectativas de piora do déficit em transações correntes do País. Operadores aguardam ainda as intervenções BC via leilões de swap cambial e de linha com recompra programada, ambos na manhã de hoje.

Após abrir em alta, a R$ 2,3150 (+0,35%), o dólar à vista desacelerou para uma mínima, a R$ 2,3110 (+0,17%), antes de bater a máxima de R$ 2,3160 (+0,39%), por volta das 9h30. No mercado futuro, no mesmo horário, o dólar para dezembro de 2013 subia 0,35%, a R$ 2,3190.

No exterior, a moeda norte-americana ganhava terreno nesta manhã, ante as principais divisas, mas estava em queda em relação ao euro, em função de o índice de sentimento das empresas da Alemanha (Ifo) ter subido para 109,3 em novembro, de 107,4 em outubro, acima do esperado (107,7). Por volta das 9h25, o dólar à vista no balcão subia 0,22%, a R$ 2,3120.

Logo mais ocorre o leilão das concessões dos aeroportos de Galeão e Cofins (às 10 horas). Os recursos arrecadados podem servir tanto para reforçar o caixa das contas públicas como para a entrada de divisas no mercado de câmbio. O resultado pode influenciar ainda os negócios na Bolsa de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarcontas externas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.