Dólar abre em queda 0,40% na BM&F a R$ 2,221

O mercado de câmbio à vista na Bolsa de Mercadorias & Futuros abriu o dia com o dólar em queda de 0,40%, negociado a R$ 2,221. A semana em que o Federal Reserve (banco central dos EUA) decidirá a taxa de juro básica da economia norte-americana começa com os mercados internacionais mostrando indefinição e isso deve refletir-se nos negócios domésticos, já que o exterior segue como farol dos investidores. As bolsas européias, que já operaram no positivo esta manhã, inverteram o sinal e apresentavam pequenas quedas. No mercado futuro, os índices das bolsas norte-americanas sustentavam pequena alta. As taxas de juros dos Treasuries (títulos do Tesouro americano), também exibiam elevação. Entre os países emergentes, o destaque é a Turquia, que teve a sua taxa de juro elevada em 2,25 ponto porcentual na reunião de emergência realizada ontem pelo banco central do país. A alta segue-se à recente elevação de 1,75 ponto porcentual, que foi bem recebida pelos investidores. A Turquia, um dos emergentes que mais tem sofrido os efeitos da instabilidade internacional, tenta conter os fluxos de capital, que têm sido desfavoráveis ao país, fragilizando a economia que já vinha apresentando fundamentos pouco sólidos. Além disso, o mercado está digerindo um relatório do BIS (banco de compensações internacionais) divulgado hoje. A instituição continua confiante no crescimento da economia global e na trajetória da inflação, mas ressalta que os desequilíbrios não podem ser sustentados para sempre. O documento pondera que as elevações recentes das taxas de juros em vários países podem não ter sido suficientes. Aparentemente, esse texto ainda não está tendo influência decisiva nas transações, mas o mercado deve acompanhar o desenrolar das repercussões, principalmente após a abertura dos negócios em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.