Dólar abre em queda com perspectivas sobre ata do Fed

O dólar abriu com viés de baixa ante o real em meio à perspectiva de que a ata da última reunião do Federal Reserve poderá reforçar o sentimento dos investidores de que, apesar da recuperação recente de vários indicadores econômicos, os juros nos Estados Unidos podem continuar baixos até o começo de 2015. No mercado de moedas no exterior, o dólar sobe ante o euro, recua frente ao iene e oscila com sinais mistos diante das principais moedas ligadas a commodities. O leilão de swap cambial do BC, com venda do lote integral ofertado de US$ 198,4 milhões, também ajuda na queda de preço.

SILVANA ROCHA, Agencia Estado

21 de maio de 2014 | 10h13

Antes da ata do Fed, prevista para 15 horas, os agentes de câmbio vão monitorar as declarações da presidente do Fed, Janet Yellen, no mesmo horário (12h30) em que o Banco Central brasileiro divulgará os dados semanais de fluxo cambial. Os investidores tentarão encontrar pistas na fala de Yellen sobre uma eventual chance de o Fed antecipar o início do aperto monetário norte-americano.

Em relação ao fluxo cambial, em maio até o dia 9, o saldo líquido estava negativo em US$ 1,737 bilhão. Segundo o BC, as operações financeiras responderam por uma saída líquida de US$ 1,519 bilhão e a conta comercial por um déficit de US$ 218 milhões. No acumulado do ano até 9 de maio, o fluxo está positivo em US$ 3,104 bilhões, sendo positivo em US$ 582 milhões no financeiro e positivo em US$ 2,522 bilhões no comercial.

O dólar à vista no balcão abriu em leve baixa, a R$ 2,2170 (-0,04%) - na máxima até agora. Em seguida, acelerou o ajuste negativo e, às 10h02, a moeda no balcão caía 0,27%, a R$ 2,2120, após registrar uma mínima, a R$ 2,210 (-0,36%).

Na BM&FBovespa, às 10h04, o dólar futuro para junho recuava 0,25%, a R$ 2,2175, após oscilar de R$ 2,2160 (-0,31%) a R$ 2,2235 (+0,02%).

Tudo o que sabemos sobre:
DólarFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.