Dólar abre em queda de 0,82% na BM&F a R$ 2,165

O dólar abriu em baixa de quase 1% no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O primeiro negócio, fechado às 9h05, foi à taxa de R$ 2,165, recuo de 0,82% em relação a ontem. Ontem à tarde, o banco central americano decidiu de acordo com a que esperava a maioria: manteve o juro estável em 5,25% ao ano e sinalizou que a pausa pode ser passageira. As reações, portanto, não deveriam ser expressivas. Ainda assim, ontem, o mercado de câmbio mostrou volatilidade após o anúncio da definição da política monetária dos EUA. E, com a porta aberta para que a alta do juro dos EUA seja retomada a qualquer momento, as oscilações devem continuar a cada indicador importante que se apresentar fora das expectativas. Ou seja, nada mudou. As incertezas permanecerão permeando as decisões de negócios. Dessa forma, também não foi alterada a perspectiva de que, para Brasil, o fluxo deve seguir favorável, sustentando tendência de queda para a moeda norte-americana. Também não será alterada a avaliação de que haverá altas pontuais das cotações do dólar, principalmente perante dados que sinalizem uma eventual retomada do aperto monetário nos EUA a curto prazo. E segue também a convicção de que o Banco Central se manterá como principal comprador de dólares no mercado. Por isso, a expectativa é de que o dólar permaneça a manhã desta quarta-feira em queda ante o real já que o ambiente externo está favorável, há expectativa de entradas e a agenda doméstica está vazia. A maioria das bolsas européias operava no positivo. Os futuros de Nova York também mostravam valorização. Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA subiam, mas sem provocar preocupações. O petróleo passa a ser a variável mais observada e preocupante, mas alguns especialistas afirmam que o estresse que envolve o comportamento da commodity está embutido nos preços. O preço do barril registrava alta acima dos US$ 78 em Londres, por volta das 9 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.