Dólar abre estável, mas opera em leve alta

Depois de fechar em forte queda na segunda-feira, moeda norte-americana sofre ajustes no mercado à vista

Agência Estado, Texto atualizado às 10h59

19 de novembro de 2013 | 09h57

SÃO PAULO - Depois de fechar em forte queda na segunda-feira, o dólar à vista no balcão iniciou os negócios nesta terça-feira, 19, na estabilidade e, em seguida, passou a subir, confirmando as expectativas dos agentes de câmbio que esperavam um ligeiro ajuste em relação ao fechamento de ontem.

Os investidores apenas monitoram o resultado do IPCA-15 de novembro, que acelerou ante o resultado de outubro, mas ficou abaixo da mediana das expectativas. O sentimento de cautela deve ser resgatado ao longo da sessão, já que amanhã é feriado na cidade de São Paulo.

Por volta 9h41, o dólar à vista subia 0,35%, valendo R$ 2,2760, na cotação máxima do dia até agora, após abrir estável a R$ 2,2680.

Em seguida o Banco Central realizou seu leilão diário e vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial ofertados hoje, no valor de US$ 495,7 milhões. O leilão ajudou a segurar a alta da moeda norte-americana.

A oferta foi dividida em dois vencimentos. Para 5 de março de 2014, as propostas foram rejeitadas. Para 2 de junho de 2014, foram vendidos 10 mil contratos.

Os contratos negociados pelo BC hoje terão como data de emissão e liquidação o dia 22/11/2013. Esta operação faz parte do programa de leilões diários no mercado cambial anunciado no dia 22 de agosto e que conta com operações de swap de segunda a quinta-feira, no valor de US$ 500 milhões cada, além de leilão de linha às sextas-feiras, no total de US$ 1 bilhão. Até o fim do ano, o BC espera ofertar cerca de US$ 100 bilhões por meio desses leilões diários.

Tudo o que sabemos sobre:
dólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.