Dólar abre o dia em baixa, negociado a R$ 2,161

O cenário internacional mostra tranqüilidade nesta manhã, com as bolsas européias em alta e o preço do petróleo em queda com o início do cessar-fogo no Oriente Médio. No âmbito doméstico, as perspectivas de fluxo de entrada de dólares no País continuam firmes. Com isso, os primeiros negócios de câmbio fechados hoje no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros levam à desvalorização da moeda norte-americana. O dólar abriu em baixa de 0,23%, cotado a R$ 2,161. No mercado interbancário, o dólar comercial também troca de mãos a R$ 2,161 no início desta manhã. A taxa não deve apresentar grandes oscilações hoje, já que a agenda do dia é fraca. O destaque desta manhã tende a ser o resultado da balança comercial, mas a expectativa é de que os bons resultados dessa variável se confirmem mais uma vez. E isso não deve mexer com as decisões de negócios. No exterior, o mercado vai acompanhar o desenrolar dos fatos no Oriente Médio e os impactos disso nos mercados. Também deve haver uma reação às apostas que os investidores fizerem para os dados de inflação que serão divulgados nos EUA amanhã e quarta-feira. Os operadores estão no aguardo também da decisão do Banco Central sobre o próximo vencimento de títulos do swap cambial reverso, em 1º de setembro. A expectativa é de que a autoridade monetária role esses contratos, como fez no mês passado.

Agencia Estado,

14 de agosto de 2006 | 09h55

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.