Dólar acompanha exterior e avança, antes do Ibope

O dólar abriu em ante o real, sob efeito do exterior, mas a sessão deve ser marcada pela volatilidade, com as atenções dos investidores domésticos concentradas na pesquisa CNI/Ibope sobre a corrida presidencial, que sai logo mais e pode trazer volatilidade aos negócios locais.

OLÍVIA BULLA, Estadão Conteúdo

12 de setembro de 2014 | 09h33

No mercado de balcão, às 9h15, o dólar à vista valia R$ 2,3020 (+0,44%), ao passo que o contrato futuro da moeda norte-americano para outubro era cotado a R$ 2,3170 (+0,30%).

Conforme especialistas, a volatilidade deve prevalecer nos ativos brasileiros, em meio à expectativa pela divulgação, às 10 horas, da pesquisa CNI/Ibope. Os agentes financeiros domésticos não esperam grandes mudanças em relação aos levantamentos já divulgados nesta semana. É válido lembrar que essas últimas sondagens mostraram que a candidata Marina Silva (PSB) parou de avançar, enquanto a principal adversária, a presidente Dilma Rousseff (PT), se recuperou, ambas passando ao largo das denúncias de pagamento de propina pela Petrobras a políticos.

Já no exterior, o foco estará nas vendas no varejo dos Estados Unidos em agosto, que sai logo mais, às 9h30, e também na leitura preliminar de setembro do sentimento do consumidor norte-americano, na sequência, às 11 horas. Porém, os investidores estrangeiros já estão no aguardo da reunião do Federal Reserve, na semana que vem, o que fortelece o dólar ante as principais moedas rivais.

No cenário geopolítico, a votação do plebiscito na Escócia, no dia 18, e as novas sanções contra a Rússia mantêm os mercados financeiros mais sensíveis.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.