Dólar cai 0,41% com fraqueza no exterior e fluxo

No mês, a moeda acumula recuo de 2,56% e no ano, -1,84%

Rosangela Dolis, da Agência Estado,

24 de setembro de 2010 | 17h08

O dólar comercial fechou hoje com queda de 0,41% a R$ 1,711 no mercado interbancário de câmbio. No mês, a moeda acumula recuo de 2,56% e no ano, -1,84%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista encerrou o pregão a R$ 1,7098, recuo de 0,51%. O euro comercial subiu 0,83% para R$ 2,307.

Dólar em baixa no mercado internacional e fluxo positivo internamente resultaram na queda da moeda norte-americana ante  real hoje. Lá fora, a divisa dos EUA foi afetada pela divulgação de indicadores piores que o esperado sobre vendas de residências novas e encomendas de bens duráveis e pelo fôlego do euro ante um índice positivo sobre o sentimento das empresas da Alemanha. Internamente, fluxo de dólares para a Petrobras, entrada de recursos referente a captações corporativas externas recentes e expectativas de novas captações e até mesmo de ofertas de ações, uma vez finalizada a capitalização da Petrobras, mantêm a moeda norte-americana ofertada.

O BC manteve a realização de dois leilões de compra de dólares no dia. No primeiro, entre 12h33 e 12h38, praticou taxa de corte de R$ 1,7127; no segundo, entre 15h46 e 15h51, a taxa de corte foi fixada a R$ 1,7094. Após o segundo leilão, o dólar reduziu a baixa de 0,47% para 0,41%.

No mercado de Nova York, às 16h45 (Brasília), o dólar caía ante o euro e o iene. Era cotado por 84,31 ienes, ante 84,34 ienes no fim da tarde de ontem. No mesmo horário, o euro valia US$ 1,3486, ante US$ 1,3317 ontem.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.