Dólar cai ante ao euro e iene com incerteza sobre Grécia

O euro chegou a tocar na mínima intraday de US$ 1,3463, mas fala de Trichet limitou perdas

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

22 de março de 2010 | 19h33

O dólar caiu frente ao euro e o iene ao final de uma sessão global volátil, dominada pelas tensões na União Europeia (UE) relacionadas à uma solução para os problemas da dívida da Grécia, disseram traders e analistas.

 

Inicialmente, o euro caiu para a mínima em três semanas frente ao dólar e para o menor nível em duas semanas ante o iene, em meio a escalada na retórica dos líderes da UE. Os investidores temem que os problemas de financiamento da Grécia possam se espalhar para outros países da zona do euro com grandes déficits e enfraqueça a ainda frágil recuperação.

 

No final de semana, a chanceler alemã Angela Merkel descartou a discussão de um pacote de ajuda para a Grécia no encontro de cúpula marcado para quinta e sexta-feira. O euro chegou a tocar na mínima intraday de US$ 1,3463 depois que o vice-primeiro-ministro grego, Theodore Pangalos, alertou que a integridade da zona do euro poderia sofrer um abalo se os líderes da UE falhassem em dar suporte à Grécia.

 

Mas as palavras tranquilizadoras emitidas pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean Claude Trichet, ajudaram a limitar as perdas do euro. O iene também subiu frente ao dólar com base na incerteza.

 

Diante do Comitê Econômico e de Assuntos Monetários do Parlamento Europeu, Trichet disse que o BCE não vai se opor à ajuda bilateral de outros membros da zona do euro se isto for atrelado a condições cuidadosas. "Os comentários sobre a Grécia ao longo da sessão mantiveram viva a ideia de que algum pacote de socorro provavelmente será anunciado se surgir uma emergência", disse Brian Dolan, estrategista-chefe de mercado da Forex.com.

 

Trichet também disse que espera que as medidas para redução do déficit anunciadas pelo governo grego conquistem a confiança do mercado e tornem desnecessário qualquer assistência adicional.

 

"Os investidores ainda estão cautelosos", disse Omer Esiner, analista sênior de mercado da Travelex Global Business Payments em Washington. "Há muita incerteza antes do encontro de cúpula dos líderes da União Europeia" mais tarde nesta semana, disse, acrescentando que isso torna o iene na sua aposta preferida.

 

No final da tarde em Nova York, o euro estava em US$ 1,3554, de US$ 1,3535 sexta-feira; o iene estava em 90,15 por dólar, de 90,50 por dólar na sexta-feira; o euro estava em 122,21 ienes, de 122,47 ienes na sexta-feira; a libra estava em US$ 1,5095, de US$ 1,5016 na sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

 

Tudo o que sabemos sobre:
moedasdólareuroieneGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.