Dólar cai ante euro e iene, em dia de pouca atividade

O dólar recuou diante do euro nesta quinta-feira, em dia de pouca atividade no mercado por causa do feriado nos Estados Unidos. O mercado reagiu ao índice de atividade industrial dos gerentes de compras da China, que mostrou expansão pela primeira vez em 13 meses.

RENATO MARTINS, Agencia Estado

22 de novembro de 2012 | 21h01

O sentimento do mercado em relação à Europa também melhorou, com o início das negociações sobre o orçamento da União Europeia e sinais de que a liberação de recursos para a Grécia poderá acontecer na próxima semana. "Há um sentimento geral de que as negociações estão andando, tanto sobre a Grécia como sobre o orçamento, e isso é encorajador para os mercados, disse a estrategista Camilla Sutton, do Scotiabank.

O iene subiu frente ao dólar, revertendo a direção dos últimos dias, depois de ter caído á mínima de 82,85 por dólar, nível mais baixo em sete meses. Nos últimos dias, o iene vinha caindo em reação a pressões de políticos japoneses para que o Banco do Japão (BoJ, o banco central do país) assuma a meta de ter uma inflação de 2% a 3%, para acabar com a deflação e estimular a recuperação da economia, depois das eleições de dezembro.

"É difícil imaginar o que exatamente é retórica política e o que exatamente vai acontecer, mas, enquanto isso, poderemos ver mais volatilidade para o iene, em qualquer direção", comentou o estrategista Greg Moore, da TD Securities.

No fim da tarde em Toronto, o euro estava cotado a US$ 1,2884, de US$ 1,2829 na véspera em Nova York; o iene estava cotado a 82,43 por dólar, de 82,52 por dólar na quarta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareuroiene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.