Dólar cai ante iene, após BOJ anunciar medidas decepcionantes

Às 10h30 (de Brasília), o dólar era cotado em 84,70 ienes, de 85,35 ienes no fim da sexta-feira em Nova York

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

30 de agosto de 2010 | 10h44

O dólar registra queda em relação ao iene, refletindo as medidas anunciadas pelo banco central do Japão (BOJ, na sigla em inglês) nesta segunda-feira em reposta ao fortalecimento da moeda japonesa. O dólar reverteu os ganhos registrados antes da reunião de emergência convocada pela autoridade monetária. O anúncio de uma extensão do programa de empréstimos do BOJ foi considerado insuficiente para conter o avanço do iene.

 

O comitê de política monetária do BOJ concordou em afrouxar a política monetária pela adição de 10 trilhões de ienes (US$ 117,98 bilhões) em empréstimos de seis meses para as instituições financeiras, a uma taxa de juros de 0,1%, além dos 20 trilhões de ienes em empréstimos de três meses que já haviam sido oferecidos anteriormente. O financiamento adicional destina-se a reduzir as taxas de juros interbancárias e, assim, ajudar a parar, ou pelo menos retardar, o recente fluxo pesado de fundos para o iene.

 

Mas, sem qualquer aceno substancial para a possibilidade de intervenção direta no mercado contra a alta do iene, as medidas não foram suficientes para reduzir a força renovada da moeda japonesa em relação ao dólar, disseram analistas.

 

"Foi decepcionante do ponto de vista do mercado, visto que houve menos indicações sobre uma intervenção", afirmou Jack Spitz, diretor administrativo para câmbio, mercados financeiros e derivativos do National Bank Financial, em Toronto, no Canadá.

 

Os fluxos nos mercados cambiais estão leves nesta segunda-feira em razão do fechamento dos mercados em Londres por causa de um feriado.

 

Às 10h30 (de Brasília), o dólar era cotado em 84,70 ienes, de 85,35 ienes no fim da sexta-feira em Nova York. O euro estava em 107,66 ienes, de 108,72 ienes. O euro era cotado em US$ 1,2710, de US$ 1,2734. A libra estava em US$ 1,5518, de US$ 1,5513 na sexta-feira. O franco suíço estava cotado a 1,0244 por dólar, de 1,0293 por dólar.

 

O índice ICE Dollar, que monitora a cotação da moeda norte-americana diante de uma cesta de moedas, estava em 82,975 pontos, de 82,875 pontos no fim da sexta-feira em Nova York.

 

Na sequência das medidas apresentadas pelo BOJ, o governo japonês deve anunciar, na terça-feira, um novo pacote de estímulo econômico. A meta de gastos do programa provavelmente drenará 920 bilhões de ienes do fundo de reserva, a  partir do atual orçamento que tem potencial de gasto de mais 800 bilhões de ienes.

 

Embora relativamente modesta em relação ao tamanho da economia japonesa, há uma oposição generalizada entre os formuladores de políticas públicas do país a qualquer coisa que exija a emissão de novos títulos e a expansão da dívida pública para um nível mais elevado.

 

O anúncio das medidas pelo BOJ foi recebido por um mercado cada vez mais cético, para o qual o movimento do banco central japonês não foi nada além do esperado e, portanto, já tinham sido precificadas no valor atual do iene.

 

"Eu usaria qualquer enfraquecimento para comprar (o iene)", disse Tim Condon, estrategista de câmbio do ING Bank, em Cingapura. "Estas medidas não vão alterar a situação do fortalecimento da moeda japonesa." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarieneeuroBOJlibra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.