Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dólar cai frente ao iene e sobe ante o euro

Libra e dólar canadense avançam

Regina Cardeal, da Agência Estado,

18 de agosto de 2010 | 19h07

O euro cedeu terreno ante o dólar, após não conseguir manter-se acima de US$ 1,29 no mercado internacional de câmbio nesta quarta-feira. O iene, em contrapartida, continuou subindo em relação à moeda norte-americana. A libra esterlina saiu da mínima em três semanas frente ao dólar depois que a ata do Banco da Inglaterra (BOE, na sigla em inglês) traçou um quadro melhor do que o esperado da economia do Reino Unido, enquanto o dólar canadense também foi destaque de alta, impulsionado pelos contínuos efeitos positivos da notícia de que a anglo-australiana BHP Billiton quer comprar a Potash Corp. Of Saskatchewan, do Canadá.

 

O euro subiu mais cedo acima de US$ 1,29, reagindo à boa demanda nos leilões de títulos dos governos de Portugal e da Alemanha, mas cedeu às preocupações com a Grécia, onde a crise da dívida soberana europeia começou. Win Thin, estrategista de câmbio do Brown Brothers Harriman em Nova York, disse que há dúvidas se a Grécia conseguirá implementar seu programa de austeridade. O custo para assegurar os títulos da dívida grega contra um possível default segue elevado e pesa sobre o euro, acrescentou.

 

A libra esterlina foi sustentada pela ata do BOE mostrando que o Comitê de Política Econômica viu argumentos tanto para afrouxar quanto para apertar a política econômica na reunião de agosto e que um de seus membros votou contra a manutenção da política - aprovada pelos outros oito membros - porque defendia um aumento no juro. Analistas acreditavam que o BOE aprovaria uma expansão do afrouxamento quantitativo para contra-atacar os esperados efeitos de um orçamento restritivo sobre o crescimento.

 

O iene seguiu seu avanço sobre o dólar, em meio à percepção de que o banco central do Japão (BOJ, na sigla em inglês) não vê a alta da moeda como uma ameaça imediata à economia japonesa, embora esteja pronto para adotar medidas para contê-la, se necessário.

 

O dólar canadense, de seu lado, subiu, na expectativa de que uma compra da Potash aumentaria a demanda pela moeda para pagar pela aquisição. Ontem, a BHP fez uma oferta de US$ 38,56 bilhões, que foi rejeitada pela direção da Potash. Hoje, a BHP anunciou que fará a oferta diretamente aos acionistas da empresa canadense.

 

No fim da tarde em Nova York, a libra esterlina estava em US$ 1,5605, de US$ 1,5572 na tarde de ontem. Na máxima, a libra chegou a US$ 1,5687. O euro era negociado em US$ 1,2860, de US$ 1,2879. O dólar estava em 85,43 ienes, de 85,50 ienes. O dólar estava em 1,0292 dólar canadense, de 1,0333 dólar canadense ontem à tarde. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareuroiene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.