Dólar cai pressionado por apetite por risco

O dólar se enfraqueceu contra moedas de economias focadas em commodities à medida que os investidores procuraram por ativos mais arriscados.

AE, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2014 | 20h32

Os investidores se desfizeram de posições nos fundos de mercados monetários e compraram ações, o que guiou o índice S&P-500 para níveis próximos à máxima histórica. Nesse movimento, os investidores também venderam dólares norte-americanos e compraram dólares do Canadá, da Austrália e da Nova Zelândia.

Recentemente o sentimento do mercado com relação à economia norte-americana melhorou. Mesmo com dados econômicos abaixo do esperado, o dólar se manteve nos mesmos níveis. Isso porque a linguagem do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) continua a alimentar as expectativas de retirada gradual dos estímulos à economia.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3735, de US$ 1,3742 na sexta-feira; o iene estava cotado a 102,47 por dólar, de 102,56 por dólar no último dia da semana passada. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 140,70 ienes, de 140,90 ienes. O franco suíço estava cotado a 0,8888 por dólar, de 0,8879 por dólar ontem, e a 1,2208 por euro, de 1,2198 por euro ontem. A libra estava cotada a US$ 1,6655, de US$ 1,6624 na sexta-feira. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9036, de US$ 0,8976 na sexta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Mundocâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.