Dólar começa o dia estável, negociado a R$ 2,117

A taxa de câmbio abriu os negócios na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) praticamente estável, com o dólar cotado a R$ 2,1175 nos contratos de liquidação à vista. Ontem, na BM&F, o dólar fechou os negócios em R$ 2,117, o que representou uma desvalorização de 0,81% no dia, com o mercado externo mais tranqüilo. O comportamento das bolsas internacionais hoje de manhã atesta a avaliação de que a recuperação de ontem não representava o fim da volatilidade dos ativos. Hoje, os mercados titubeiam. Na Europa, a Bolsa de Londres operava em queda de 0,10% às 9h35, enquanto a Bolsa de Frankfurt e a de Paris registravam pequenos ganhos, 0,11% e 0,16%, respectivamente. Os índices futuros de ações em Nova York sinalizam que as Bolsas norte-americanas devem abrir em queda. Isso deixa o mercado doméstico de câmbio hesitante na abertura dos negócios desta quarta-feira. A cotação do dólar deve manter pequena tendência de alta, pelo menos até que o rumo das transações fique mais claro nos EUA, ou que o fluxo de recursos acabe determinando a direção. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decide hoje a taxa básica de juros (Selic) e o consenso de mercado é de que haverá uma redução de 0,25 ponto porcentual, o que levará a taxa para o nível de 12,75% ao ano. Mas essa decisão "não faz preço" no mercado de câmbio hoje, porque só será anunciada no final do dia, após o encerramento dos negócios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.