Dólar comercial abre em alta de 0,39%, a R$ 1,816

 Mercado está se mostrando disposto a sustentar o dólar acima de R$ 1,80

Cristina Canas, da, Agência Estado

23 de fevereiro de 2010 | 10h20

O dólar comercial abriu o dia em alta de 0,39%, negociado a R$ 1,816 no mercado interbancário de câmbio. No pregão de ontem, a moeda norte-americana fechou com ganho de 0,22%, cotada a R$ 1,809. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar com liquidação à vista abriu as negociações com valorização de 0,35%, a R$ 1,8154.

Nos mercados financeiros globais, a volatilidade marca o início das negociações. Por um curto espaço de tempo, os investidores apoiaram-se nas especulações sobre uma eventual ajuda do governo de Dubai ao conglomerado Dubai World, no montante de US$ 5 bilhões, e operaram com otimismo. Porém, a divulgação de dados ruins na Alemanha, a continuidade da apreensão com relação à Grécia e a cautela com relação à divulgação de indicadores nos EUA levaram à retomada do sentimento de aversão ao risco.

Isso justifica a abertura em alta do dólar no Brasil, já que o comportamento internacional da moeda norte-americana continua sendo um forte componente da taxa de câmbio. No entanto, há influências internas capazes de alterar o rumo das transações. Nos últimos dias, tem havido comentários de que investidores estrangeiros estariam começando a trazer recursos para participar de operações de ofertas públicas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês) em curso.

Além disso, o mercado está se mostrando disposto a sustentar o dólar acima de R$ 1,80, já que, quando a cotação se aproxima da marca, investidores com compromissos a honrar no exterior entram nos negócios.

Tudo o que sabemos sobre:
dólar, câmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.