Dólar comercial abre em baixa de 0,22% a R$ 1,822

Mercado aguarda o pronunciamento do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke

Cristina Canas, da, Agência Estado

24 de fevereiro de 2010 | 10h19

Após dois dias com fechamento em alta, o dólar comercial iniciou hoje em baixa de 0,22% no mercado interbancário de câmbio, a R$ 1,822. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar com liquidação à vista também abriu em queda e, às 10h06, quanto foi iniciada a negociação do dólar comercial, caía 0,34%, a R$ 1,821.

Enquanto aguarda o pronunciamento do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, o mercado internacional de moedas tenta sustentar o euro acima de US$ 1,35, depois de ter derrubado a cotação para a mínima de US$ 1,3496 ontem, no final da tarde em Nova York. A perspectiva dos operadores é de que o ambiente internacional continue predominando na definição dos negócios. E as oscilações no decorrer do pregão tendem a acompanhar o comportamento do dólar ante o euro. "A menos que algum fluxo defina uma trajetória interna para o dólar", afirma um profissional do mercado.

E fluxo forte o suficiente para marcar a trajetória das cotações é mais provável no segmento financeiro, já que o comércio exterior tende a não mostrar movimentos bruscos no nível atual de cotações. Ultimamente, os importadores têm mostrado suas garras quando o dólar chega mais perto de R$ 1,80. Já os exportadores viram o dólar chegar perto de R$ 1,90 e tendem a segurar operações na expectativa de que o dólar volte a subir. Já sobre o segmento financeiro, há alguns dias os operadores comentam eventuais entradas de estrangeiros para operações de captações de empresas, principalmente por meio de ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês). Também pode influenciar nas transações de hoje a proximidade do vencimento dos contratos futuros de março.

Tudo o que sabemos sobre:
dólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.