Dólar comercial abre estável a R$ 1,555

O dólar comercial abriu hoje estável, cotado a R$ 1,555, no mercado interbancário de câmbio. Às 10h06, a moeda norte-americana tinha o mesmo valor, nas primeiras transações desta sexta-feira. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista estava em leve alta de 0,03%, a R$ 1,555. O euro comercial, em queda de 0,22%, valia R$ 2,231.

PATRICIA LARA, Agencia Estado

22 de julho de 2011 | 10h05

O dólar encara hoje um ambiente externo ainda positivo com a solução dada para a questão grega, mas as agências de rating começam a dar suas interpretações para os termos do acordo e podem fazer com que a euforia ceda espaço para a sobriedade. A Fitch já tratou do acerto como uma moratória restritiva ("default restritivo").

O mercado local de câmbio captura o efeito externo e a sexta-feira pode ser parecida com o dia de ontem, com nova pressão de baixa para o dólar ante o real e potencial intervenção do Banco Central (BC).

O fim de semana promete tensões, com os as discussões ainda sobre o pacote na Europa e os desdobramentos em torno da elevação do teto da dívida norte-americana.

O dólar cumpriu ontem o terceiro dia seguido de baixa e voltou ao patamar de R$ 1,55, aproximando-se do nível histórico de baixa de janeiro 1999, de R$ 1,5384. O Banco Central, no entanto, entrou no mercado com dois leilões de compra de dólar. "Espero um dia semelhante ao de ontem, já que não há nenhum indicador que possa exercer alguma consequência", comentou Luiz Carlos Baldan, da Fourtrade corretora.

Enquanto as agendas interna e externa não trazem nenhum indicador relevante, o mercado segue atento também ao debate sobre a dívida dos EUA. Autoridades do Departamento do Tesouro dos EUA, do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e do Fed de Nova York devem discutir hoje um plano de contingência, caso não haja um acordo iminente para elevar o teto.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareurocâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.