Dólar comercial acentua queda após leilão do BC

O dólar comercial passou a renovar as mínimas logo após o leilão de compra de moeda no mercado à vista feito pelo Banco Central (BC). Na operação, o BC pagou taxa de corte - de R$ 2,0984 - inferior aos valores declarados pelas 15 instituições participantes. Com as bolsas em Nova York operando no azul, a firme alta da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o risco Brasil nos níveis históricos de baixa e o fluxo cambial positivo, os investidores passaram a reduzir posições compradas, pressionando as cotações para baixo. Às 16h04, o dólar comercial recuava 0,76%, cotado a R$ 2,092. Já o dólar negociado no pregão da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) havia fechado a R$ 2,090 (-0,79%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.