Dólar comercial avança 1,73% e fecha a R$ 2,120

O câmbio fechou hoje nas cotações máximas e com a maior alta desde o dia 31 de janeiro de 2007 no mercado brasileiro - a R$ 2,120. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista encerrou com ganho de 1,78%. Já no mercado interbancário, o dólar comercial subiu 1,73%. A disparada do dólar refletiu ajustes de posições compradas estimulados pelo aumento da aversão a risco e o movimento global de realização de lucros nas bolsas, a partir da Ásia, por causa de rumores de que o governo chinês tomaria medidas para conter os investimentos, como aumento de impostos e dos juros. O leilão de compra do Banco Central (BC) na tarde desta terça-feira e a rolagem de dólar futuro na BM&F também ajudaram a pressionar a taxa da moeda norte-americana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.