Dólar comercial cai 0,09% e fecha a R$ 2,119

O câmbio manteve forte volatilidade no período da tarde, tendo acelerado a alta após o leilão de compra de moeda feito pelo Banco Central (BC) e, logo em seguida, inverteu o sinal para queda e passou a renovar as mínimas. No fechamento, o dólar à vista negociado no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) valia R$ 2,118, em baixa de 0,14%. No mercado interbancário, o dólar comercial encerrou a R$ 2,119, com recuo de 0,09%. O aumento da oferta de moeda no mercado logo após o leilão do BC pode ser uma sinal de que a autoridade monetária brasileira pode ter aliviado o volume da compra feita hoje, o que teria estimulado as tesourarias a ofertar dólar pressionando as cotações para baixo. A desaceleração do Risco Brasil também é um fator positivo que ajudou na desvalorização da moeda norte-americana, disse um operador. Às 16h37, o Risco País reduzia a alta a 195 pontos-base, após subir até 203 pontos-base no pior momento do dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.