Dólar comercial cai 0,12% e fecha a R$ 1,663

O dólar à vista na BM&F cedeu 0,02% hoje e também encerrou a sessão a R$ 1,663

Silvana Rocha, da Agência Estado ,

25 de fevereiro de 2011 | 17h19

O dólar comercial caiu 0,12% hoje e fechou a semana cotado a R$ 1,663; no mês, acumula queda de 0,66% e desde o começo do ano, recuo de 0,06%. O dólar à vista na BM&F cedeu 0,02% hoje e também encerrou a sessão a R$ 1,663. O euro comercial caiu 0,48% para R$ 2,285.

A relativa estabilização do preço do petróleo no mercado futuro e o aumento acima do esperado do índice de sentimento do consumidor norte-americano em fevereiro abriram espaço para uma discreta recuperação do dólar ante o franco suíço e o euro no mercado internacional de moedas. No câmbio doméstico, a proximidade do fim de mês e a formação da taxa Ptax na segunda-feira pode justificar parte do recuo das cotações hoje, uma vez que bancos e investidores estrangeiros elevaram suas posições "vendidas" em câmbio neste mês e têm interesse em uma taxa Ptax mais fraca, o que os favoreceria na liquidação dessas posições, disse o operador Ovídio Pinho Soares, da Interbolsa Brasil.

A Ptax também servirá para a liquidação dos contratos de dólar futuro para março de 2011 na BM&F na próxima terça-feira, dia 1º. Segundo Soares, não se pode ignorar também que a tendência do dólar é de baixa no mundo e que a taxa de juros básica no Brasil é muito alta, o que atrai os recursos de estrangeiros para cá. De outro lado, o patamar de preço atual sustenta a expectativa pelos leilões diários do Banco Central, o que ajuda a limitar o movimento de baixa. A espera pelo detalhamento dos cortes do Orçamento de 2011 do governo brasileiro na próxima quarta-feira também contribuiu para reduzir a volatilidade na sessão, avaliou.

Turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar caiu 0,56% para R$ 1,763 na venda e R$ 1,633 na compra. O euro turismo subiu 0,42% para R$ 2,41 (venda) e R$ 2,247 (compra).

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.