Dólar comercial cai 0,14% e fecha a R$ 2,133

O câmbio iniciou a tarde devolvendo a alta exibida na primeira parte dos negócios e renovou as mínimas, pouco antes do fechamento do pregão. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) o dólar à vista caiu 0,21% e encerrou a R$ 2,1316. No mercado interbancário o dólar comercial teve desvalorização de 0,14% e terminou a R$ 2,133. A queda das cotações foi embalada pela oferta das tesourarias. Segundo um operador, alguns bancos podem ter ficado com fluxo positivo nas mãos uma vez que, no leilão do Banco Central (BC) esta tarde, foram aceitas apenas cerca de três propostas. "Quem não vendeu ao BC foi a mercado ofertar moeda depois, favorecendo o recuo da taxa", disse um profissional. A alta mais forte das Bolsas em Nova York e da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a queda do risco Brasil estimularam a redução de posições compradas em câmbio. Às 16h33, o risco Brasil caía a 187 pontos-base. Na Bolsa paulista, o Ibovespa subia 1,35% (44.142 pontos). Em Nova York, o Dow Jones avançava 0,55%; o Nasdaq, +0,61%; e o S&P 500, +0,53%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.