Dólar comercial encerra a R$ 2,084, com perda de 0,24%

O dólar interrompeu hoje duas altas seguidas para fechar em queda. No mercado interbancário, o dólar comercia terminou o dia valendo R$ 2,084, em baixa de 0,24%. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista cedeu 0,37%, para R$ 2,083. As cotações oscilaram em baixa até o início da tarde, quando passaram a reduzir a queda até atingir a máxima (R$ 2,09, queda de 0,04%) pouco antes do leilão de compra da moeda realizado pelo Banco Central. A queda das Bolsas em Nova York esta tarde, o fluxo cambial mais fraco em relação ao período da manhã, a subida do risco Brasil e expectativas sobre o comportamento do BC no leilão ajudaram a dar sustentação ao dólar, mas não foram suficientes para segurar a moeda em alta. Por volta das 16 horas, o risco Brasil subia 3 pontos a 182 pontos-base, após oscilar entre mínima de 178 PB e máxima de 184 PB. Às 16h40, em Wall Street, o índice Dow Jones cedia 0,10% e o Nasdaq perdia 0,50%. No leilão de compra de dólar hoje, o BC aceitou somente quatro propostas pagando a taxa mínima declarada pelos dealers (instituições participantes), de R$ 2,090. Logo após a operação, a moeda norte-americana voltou a acentuar a baixa, influenciada pela oferta em mercado das tesourarias que tiveram propostas recusadas pelo BC, disse um operador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.