Dólar comercial encerra na mínima, a R$ 2,139

O dólar comercial voltou a cair hoje e fechou valendo R$ 2,139 (-0,28%) no mercado interbancário. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista encerrou em queda de 0,19%, a R$ 2,14. O recuo foi sustentado pela reação positiva dos mercados como um todo aos dados do relatório de emprego dos EUA (payroll) de agosto, que veio em linha com as previsões, sinalizando uma desaceleração econômica moderada nos EUA e a possibilidade de manutenção do juro básico do país em 20 de setembro, dada da próxima reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). Em agosto nos EUA, foram criadas 128 mil vagas, ante previsão de aumento de 130 mil, e rompendo uma série de quatro meses seguidos de dados abaixo das expectativas. A taxa de desemprego caiu para 4,7%, enquanto a pressão inflacionária dos salários foi bem mais moderada do que no mês passado. O fechamento em baixa do petróleo também favoreceu a alta das Bolsas em Wall Street e da Bovespa, que chegou à máxima de +2,72%, em 37.216 pontos, às 16h18. Em Nova York, o petróleo para outubro finalizou em baixa de US$ 1,07 (1,52%) a US$ 69,19 o barril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.