Dólar comercial fecha a R$ 2,14, com alta de 0,42%

O dólar comercial fechou hoje com o mesmo nível e valorização registrados pelo dólar à vista negociado no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), a R$ 2,14 e ganho de 0,42%. O câmbio ampliou no período da tarde a alta exibida desde a abertura dos negócios, pressionado pela realização de lucros mais forte na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). As vendas de ações na Bovespa são puxadas pelos papéis da Petrobras e Vale do Rio Doce, as mais líquidas do mercado, apurou o editor-assistente do AE-News, Mario Rocha. Investidores aproveitam as quedas dos preços do petróleo e dos metais nos mercados internacionais para se desfazer dos papéis dessas duas empresas. Segundo um operador, a expectativa pela divulgação após o fechamento do câmbio da ata da última reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc), do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), realizada em 12 de dezembro, às 17 horas, também provocou certa cautela entre investidores e um movimento mais acentuado de compra de dólar no mercado à vista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.