Dólar comercial fecha a R$ 2,193, em baixa de 0,54%

Pelo terceiro dia útil seguido, o dólar comercial fechou em queda, de 0,54%, cotado a R$ 2,193, após oscilar entra a mínima de R$ 2,19 e a máxima de R$ 2,203. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista também encerrou a R$ 2,193, mas em queda de 0,49%. Durante boa parte do dia, a queda no câmbio foi segurada pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que operava em baixa, acompanhando a perda mais acentuada das Bolsas em Nova York. O leilão de compra de dólar realizado pelo Banco Central também ajudou a dar sustentação à moeda norte-americana, pois absorveu boa parte do fluxo cambial positivo. No entanto, os preços futuros do petróleo desaceleraram para fechar abaixo de US$ 74,00 o barril, refletindo avaliações de analistas estrangeiros de que é pouco provável que o conflito entre Israel e Líbano se estenda ao Irã, que é o quarto maior produtor mundial de petróleo. Esse alívio momentâneo permitiu ao dólar acelerar a queda perto do encerramento. Esse alívio momentâneo permitiu ao dólar acentuar a queda perto do horário de fechamento do pregão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.