Dólar comercial fecha em alta de 1% com política e EUA

O dólar comercial fechou a segunda-feira em alta de 1,08% em relação ao fechamento de sexta-feira, cotado hoje a R$ 2,149. Segundo operadores consultados, prevaleceu o sentimento de que havia espaço para o dólar se ajustar, tendo em vista as incertezas sobre os desdobramentos do quadro político interno e a espera pelo discurso hoje à noite do presidente do Federal Reserve (o BC americano), Ben Bernanke, e a divulgação do índice de inflação ao produtor (PPI) norte-americano, amanhã. As denúncias de que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, participava de reuniões numa mansão em Brasília em que haveria partilha de recursos ilícitos, seguidas de festas, rendem desdobramentos e, embora o noticiário do final de semana não tenha sido tão pessimista quanto se comentava nas mesas de operações na sexta-feira, o medo de uma eventual demissão do ministro da Fazenda não se dissipou por completo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.