Dólar comercial fecha em alta de 4,67% a R$ 2,40

O dólar comercial (mercado de balcão) fechou em alta de 4,67% nesta quarta-feira, valendo R$ 2,40 na cotação de venda. Esse valor é o mais alto desde 25 de agosto de 2005, quando a moeda norte-americana fechou em R$ 2,403. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista negociado no pregão viva-voz fechou em alta de 4,67%, valendo R$ 2,40. A pressão sobre o câmbio aconteceu mais uma vez com o movimento dos investidores em busca de proteção. Desde que a volatilidade aumentou nos mercados, o Banco Central não mais promoveu compras no mercado à vista. No mercado futuro de câmbio, a forte liquidação de posições vendidas (apostas na baixa) em dólar futuro levou o vencimento mais curto, para junho de 2006, a bater na cotação limite fixada para pela BM&F, de R$ 2,407. A instabilidade no mercado interno é reflexo direto da turbulência externa causada pela migração dos investidores para os títulos do Tesouro dos Estados Unidos, os "treasuries". O aumento da demanda por esses papéis dá sustentação aos preços e derruba as taxas embutidas nos títulos.

Agencia Estado,

24 de maio de 2006 | 16h45

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.