Dólar comercial recua 0,10% e encerra a R$ 2,06

A moeda norte-americana terminou o dia em leve queda, acompanhando o humor dos mercados financeiros no Brasil e nos Estados Unidos. O dólar comercial, negociado no mercado interbancário, recuou 0,10% e fechou valendo R$ 2,060. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista cedeu 0,07%, para R$ 2,0595. Os mercados reagiram hoje à surpresa negativa de queda das vendas de imóveis novos nos EUA em fevereiro, pelo segundo mês consecutivo, e para o menor nível desde junho de 2000, de acordo com o Departamento do Comércio. As vendas cederam 3,9% em fevereiro, para à média anual de 848 mil unidades, contra uma estimativa dos economistas de aumento de 6,72% (média anual de 1.002.500 unidades). Logo após os dados, as Bolsas norte-americanas acentuaram as baixas exibidas e a Bovespa virou para queda. A cotação do dólar em relação ao real também acompanhou essa movimentação e devolveu a queda registrada na abertura, passando a subir logo após o dado de imóveis. Ao longo da tarde, contudo, a queda das bolsas foi se reduzindo e o dólar pôde inverter o sinal e voltar a operar em baixa. Mas a melhora foi suficiente apenas para a leve baixa conseguida no fechamento dos negócios, e não mais, já que a Bovespa e as Bolsas de Nova York ainda operavam com perda quando o mercado de câmbio encerrou suas operações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.