Dólar comercial recua 0,33% e encerra a R$ 2,143

A moeda norte-americana encerrou o dia em baixa, devolvendo parte da alta de ontem. O dólar comercial, negociado no mercado interbancário, cedeu 0,33%, para R$ 2,143, após oscilar entre a mínima de R$ 2,138 e a máxima de R$ 2,145. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista também fechou cotado a R$ 2,143, em baixa de 0,28%. As cotações reduziram a perda (em relação à mínima do dia) durante a tarde, após o leilão de compra da moeda realizado pelo Banco Central, que pode ter adquirido um volume expressivo de dólar hoje, disse um operador. O comportamento da moeda também foi influenciado pela reação em queda das Bolsas em NY e dos juros dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) aos indicadores norte-americanos divulgados hoje e que ficaram abaixo do esperado. Segundo analistas, os dados reforçam a possibilidade de corte na taxa básica de juros dos EUA em 2007, o que em tese beneficiaria o fluxo de recursos para países emergentes. Nos EUA de manhã, o Conference Board informou queda para 105,4 do índice de confiança do consumidor em outubro, de 105,5 em setembro e bem abaixo do que esperavam os economistas, 108. O índice que mede a atividade industrial na região de Chicago, da Associação dos Gerentes de Compras de Chicago (NAPM, na sigla em inglês) caiu para 53,5 em outubro, de 62,1 em setembro, abaixo da previsão dos economistas de 58. O Departamento do Trabalho dos EUA informou ainda que o índice do custo da mão-de-obra (ECI) subiu 1% no terceiro trimestre, a maior alta em dois anos, contra previsões de alta de 0,9%.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 16h40

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.