Dólar comercial recua 0,51% e encerra valendo R$ 2,152

Com a melhora do humor externo, o dólar voltou a cair hoje, após registrar valorização ontem. No mercado interbancário, o dólar comercial encerrou o dia em baixa de 0,51%, cotado a R$ 2,152. A moeda oscilou entre a mínima de R$ 2,150 e a máxima de R$ 2,157. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista terminou com perda de 0,53%, também a R$ 2,152. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) norte-americano, divulgado hoje, veio em linha com o estimado, favorecendo a melhora do cenário externo e com isso colaborando também para a queda do dólar no Brasil. Além disso, a concretização de algumas das esperadas captações privadas - hoje foi anunciado o encerramento de duas e várias estão em curso - sustentaram a trajetória de queda do dólar, apesar da queda leve da produção industrial dos EUA e do recuo no preço das commodities. A taxa do índice cheio da inflação norte-americana ao consumidor, de 0,2%, ficou exatamente na mediana nas previsões. O resultado do núcleo repetiu a performance, mostrando também evolução de 0,2%, ante estimativas de 0,2%. E os investidores responderam positivamente ao dado, que reforçou as perspectivas de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) vai manter a taxa de juro estável novamente na sua reunião do próximo dia 20.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2006 | 16h40

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.