Dólar comercial recua pelo 3º dia seguido e fecha a R$ 1,696

No exterior, a moeda norte-americana recuperou durante a sessão as perdas em relação ao euro

Silvana Rocha, da Agência Estado,

22 de dezembro de 2010 | 18h06

O dólar comercial caiu hoje pelo terceiro dia consecutivo e fechou cotado a R$ 1,696 no mercado interbancário de câmbio, em leve baixa de 0,06%. O dólar voltou a oscilar dentro de uma margem estreita em meio a um volume financeiro reduzido hoje. A moeda dos EUA atingiu mínima de R$ 1,692 (-0,29%) e máxima de R$ 1,701 (+0,24%).

"O mercado foi extremamente operacional, ficou atento às notícias internacionais, não houve fluxo cambial de destaque e muitos clientes já estão ausentes por causa da proximidade das festas de fim de ano", disse um operador de um banco estrangeiro. Nesse contexto, quando o dólar recua ao patamar de R$ 1,69 aparece comprador e quando supera o patamar de R$ 1,70 o mercado se torna vendedor, afirmou José Carlos Amado, da Renascença Corretora.

No exterior, o dólar recuperou durante a sessão as perdas em relação ao euro. Nos EUA, embora a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre deste ano tenha desapontado ao mostrar expansão de 2,6% - abaixo dos 2,9% esperados -, o dado foi maior do que o cálculo prévio de 2,5% e do que a expansão do segundo trimestre, de 1,7%. Além disso, o relatório sobre vendas de imóveis usados em novembro também trouxe números divergentes. Por um lado, foi fraco porque as vendas subiram apenas 5,6%, menos do que a previsão dos economistas de alta de 6,5%. Mas por outro, a pesquisa apontou sinais de estabilização nos preços dos imóveis, que subiram pela primeira vez desde agosto.

Já a moeda europeia foi pressionada para baixo pelas persistentes preocupações com a dívida soberana de alguns países da região. O mercado está na expectativa da votação do Orçamento do governo da Grécia para 2011 pelo Parlamento do país, prevista para as 20h (de Brasília). O projeto de Orçamento inclui novos cortes de gastos e aumentos de impostos e tem o objetivo de reduzir o déficit orçamentário do governo a 7,4% do PIB, de 9,4% do PIB projetado para 2010. A Fitch Ratings colocou hoje os ratings de default de emissor (IDR) de curto e de longo prazo de cinco bancos da Grécia em observação para possível rebaixamento, depois de medida semelhante em relação à dívida soberana do país. Os ratings foram mantidos inalterados. Foram afetados os ratings de National Bank of Greece, Alpha Bank, EFG Eurobank Ergasias, Piraeus Bank e Agricultural Bank of Greece.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar teve alta de 0,33%, negociado em média a R$ 1,823 na venda e a R$ 1,677 na compra. O euro turismo encerrou o dia em alta de 0,29%, a R$ 2,387 (venda) e R$ 2,21 (compra).

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuroEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.