Dólar comercial sobe 0,05% e encerra a R$ 2,135

O mercado de câmbio operou em queda durante a maior parte do dia e com baixa volatilidade, mas fechou em alta, acompanhando a recuperação do risco Brasil. No mercado interbancário, o dólar comercial fechou na máxima, valendo R$ 2,135, com desvalorização de 0,05%. Na mínima, registrou cotação de R$ 2,129. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista encerrou o dia estável, cotado a R$ 2,134. Oscilou entre a mínima de R$ 2,128 e a máxima de R$ 2,1345. Perspectivas favoráveis para o fluxo cambial nos próximos dias, o próprio risco Brasil registrando níveis históricos de baixa e o avanço da Bovespa estimularam novas ofertas de moeda e o enfraquecimento das cotações. Mas, por volta das 16h04, o risco Brasil subia 1 ponto para 187 pontos-base, depois de já ter renovado sua mínima histórica, em 184 pontos-base. Na Bovespa, o principal índice registrou ganhos durante todo o dia: oscilou entre a mínima de +0,01% e a máxima de +1,56%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.