Dólar comercial sobe a R$ 1,766, sob influência do euro

Às 10h55 (horário de Brasília), o dólar comercial era negociado a R$ 1,766 no mercado interbancário de câmbio, em alta de 0,34%

Cristina Canas, da Agência Estado,

23 de julho de 2010 | 10h49

Embora não haja novidades aparentes, nem um fluxo expressivo identificado, o mercado de câmbio mostra piora em relação ao início da manhã. O tom está sendo dado pelo comportamento do euro, que depois de ter ultrapassado o US$ 1,29 mais cedo recua a níveis próximos de US$ 1,28. Às 10h55 (horário de Brasília), o dólar comercial era negociado a R$ 1,766 no mercado interbancário de câmbio, em alta de 0,34%. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o dólar à vista subia 0,26%, a R$ 1,7656.

"Aparentemente, não há um fato novo e a mudança parece refletir um movimento técnico que busca oportunidade de ganhos. O acontecimento do dia é a divulgação do resultado dos testes de estresse (dos bancos europeus) e uma avaliação geral boa está no preço. Já se alguma novidade negativa surgir, a reação será maior. Por isso, alguns investidores podem estar ajustando posições, já que a queda acumulada do dólar nos últimos pregões é grande", diz um operador. A divulgação do resultado dos testes de estresse dos bancos europeus será iniciada após o fechamento dos mercados na Europa, a partir das 13 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarcâmbiocomercialBM&F

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.