Dólar comerical abre em alta de 0,28%, a R$ 2,147

O dólar comercial negociado no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros abriu hoje negociado a R$ 2,147. Com alta de 0,28%. No mercado interbancário, o prego e a variação em relação a ontem eram idênticos. Para analistas, o mercado norte-americano deve continuar pautado pela temporada de balanços na manhã desta sexta-feira, que conta com a agenda vazia de indicadores econômicos. O destaque é o comportamento do preço do petróleo, que reage à decisão da Opep de cortar a produção da commodity em 1,2 milhão de barris, volume 200 mil barris superior ao estimado. No mercado doméstico, o fato mais importante até o momento é a definição do leilão de swap cambial reverso. O Banco Central fará hoje leilão de até 28.600 contratos com seis vencimentos diferentes. O valor financeiro da oferta corresponde à rolagem integral do vencimento de US$ 1,365 bilhão do próximo dia 1º de novembro. Os investidores devem ainda ficar de olho no noticiário político já a próxima semana é a última antes da decisão final das eleições presidenciais. Apesar da tendência de leve alta, diante da cautela que inspira o cenário internacional e a proximidade das eleições, operadores destacam que o mercado deve se pautar pelo fluxo de recursos. Dados de fundos de países emergentes mostram que a entrada líquida de recursos está em alta.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2006 | 09h32

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.