Dólar é negociado perto da estabilidade com resultado da produção industrial

Produção industrial rcuou 3,5% em dezembro, segundo o IBGE, pior resultado dos últimos cinco anos

Álvaro Campos, da Agência Estado,

04 de fevereiro de 2014 | 09h57

O dólar abriu em leve queda ante o real nesta terça-feira, 4, com um movimento de realização de lucro e pressionado pelo anúncio de que o Banco Central fará a rolagem de um pacote de contratos de swap cambial que vence em março. Entretanto, a força do real durou pouco e o dólar zerou suas perdas após o IBGE divulgar um tombo da produção industrial em dezembro.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje que a produção industrial em dezembro caiu 3,5% ante novembro, abaixo do piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que iam de -0,80% a -2,50%, com mediana de -1,50%. Em 2013, a produção subiu 1,2% ante 2012, ante estimativa mediana de +1,30%.

Na segunda-feira, 3, o BC informou que vai rolar, a partir de quinta-feira, um pacote de contratos de swap cambial de US$ 7,378 bilhões que vence em 5 de março. Os detalhes da oferta serão comunicado pelo BC na quarta-feira, véspera da operação, a partir das 18h30.

Por volta das 9h40, o dólar à vista no balcão caía 0,12%, a R$ 2,4320. No mercado futuro, o dólar para março recuava 0,37%, a R$ 2,4490.

Segundo o gerente da câmbio da Correparti, João Paulo de Gracia Correa, há motivos suficientes para sustentar um viés de alta para o dólar. Além da desconfiança com países emergentes e de preocupações com a desaceleração da China, os investidores passaram a questionar o ritmo da recuperação da atividade nos EUA. As dúvidas cresceram ontem, após o anúncio da queda do índice de atividade do setor de manufatura (ISM) do país em janeiro para 51,3, ante 56,5 em dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarprodução industrial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.