Dólar em NY atinge mínima recorde ante iene e franco-suíço

Mais cedo, o dólar atingiu 0,9435 franco-suíço em Nova York, o patamar mais baixo desde 14 de outubro, quando foi cotado em 0,9463 franco-suíço

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

28 de dezembro de 2010 | 11h49

O dólar registrou mínima recorde em relação ao iene e ao franco-suíço e opera em queda ante o euro, em meio a um baixo volume de negociação por causa da lenta comercialização de final do ano e de um feriado nos Reino Unido.

 

O iene foi impulsionado pelo crescimento da produção industrial japonesa em novembro - a primeira alta em seis meses -, num sinal de que a economia do país, dependente das exportações, poderá melhorar apesar do atual enfraquecimento da atividade doméstica. O governo japonês disse que a produção industrial deverá crescer mais nos próximos meses.

 

Mark McCormick, estrategista de moeda da Brown Brothers Harriman, afirmou que o franco-suíço continua a ser uma moeda favorável por ser considerada um porto seguro diante dos temores sobre a crise da dívida soberana da zona do euro e porque a economia da Suíça está relativamente forte.

 

Mais cedo, o dólar atingiu 0,9435 franco-suíço em Nova York, o patamar mais baixo desde 14 de outubro, quando foi cotado em 0,9463 franco-suíço.

 

Às 11h40 (de Brasília), o dólar estava em 81,94 ienes, de 82,83 ienes no final da tarde da segunda-feira em Nova York. O dólar chegou a operar a 81,90 ienes, menor valor desde 12 de novembro. A moeda americana era cotada em 0,9481 franco-suíço, de 0,9606 franco suíço. O euro estava em 108,18 ienes - sua menor cotação desde 15 de setembro -, de 108,98 ienes ontem. Em relação a moeda americana, o euro subia para US$ 1,3205, de US$ 1,3155. A libra operava em US$ 1,5487, de US$ 1,5411 na segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareurofranco-suíço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.