Dólar fecha em alta forte, com piora no exterior

Pressionado pelo salto dos juros dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, a queda da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e das bolsas no exterior e o avanço do risco Brasil, o dólar fechou a sexta-feira em forte alta. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), a moeda encerrou com ganho de 2%, a R$ 2,143. No mercado de balcão, o dólar comercial terminou cotado a R$ 2,144, em elevação de 2,05% - a maior alta desde 10 de abril. Segundo operadores, a atuação do Banco Central nos leilões de compra desde a semana passada até quarta-feira também justificou uma corrida ontem e hoje dos investidores para ajustar posições em câmbio, o que deu sustentação à moeda norte-americana.

Agencia Estado,

12 de maio de 2006 | 16h44

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.