Dólar fecha em ligeira queda e perde 2,67% na semana

Após início volátil, moeda se firmou no campo negativo com superávit  do setor público dentro do esperado

Renata Pedini, da Agência Estado,

28 de março de 2014 | 17h05

O dólar à vista no balcão encerrou esta sexta-feira, 28, em ligeira queda ante o real. Segundo operadores, o viés de baixa foi determinado por ajustes de posições. O resultado fiscal do setor público consolidado em fevereiro também contribuiu para o movimento. Na semana, a moeda teve desvalorização de 2,67%.

No fechamento, o dólar à vista valia R$ 2,2620 (-0,22%). No mercado futuro, a moeda norte-americana para abril estava estável, a R$ 2,2620, às 16h45.

O dólar à vista começou a sessão volátil, em queda seguida de alta, mas se firmou no campo negativo após o anúncio do superávit fiscal de fevereiro. De acordo com o Banco Central, o resultado foi de R$ 2,130 bilhões, composto por um déficit de R$ 3,389 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS) e um superávit de R$ 5,468 bilhões dos governos regionais (Estados e municípios).

As expectativas do mercado financeiro variavam de um déficit de R$ 1,500 bilhão a um superávit de R$ 2,500 bilhões, com mediana zero, segundo levantamento AE Projeções. O resultado dentro do esperado e acima da mediana das estimativas aliviou a pressão de alta na moeda norte-americana.

Na contramão, um ajuste de posições limita a queda. Tal correção se deve ao fato de o dólar ter caído muito na véspera (-1,86%, em queda a R$ 2,2670). É válido lembrar que a moeda já é influenciada pela disputa antes da definição da Ptax do fim de março, na próxima segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Câmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.