Dólar interrompe quedas e encerra acima de R$ 2,09

O mercado de câmbio interrompeu duas quedas seguidas para fechar hoje em alta. O dólar comercial, negociado no mercado interbancário, subiu 0,38%, para R$ 2,094. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista avançou 0,34%, a R$ 2,092. O Banco Central provavelmente intensificou sua atuação no mercado, aceitando 12 propostas (de um total de 13 com valores declarados) no leilão de compra da moeda realizado esta tarde, pagando taxa de corte de R$ 2,087, acima do preço de mercado naquele momento. Esse comportamento da autoridade monetária incentivou as tesourarias a comprar dólar, o que fez a moeda acentuar a alta e renovar as cotações máximas do dia. "Ainda não dá para saber quanto o BC comprou, mas o mercado tem impressão de que pode ter sido adquirido um lote maior hoje", disse um operador. Na sexta-feira passada, quando o dólar interrompeu uma seqüência de quatro quedas, e fechou com ligeira alta a R$ 2,105 - após o BC ter aceitado 12 propostas, provocando especulações sobre o valor do lote adquirido -, a autoridade monetária pode ter comprado em mercado pouco mais de US$ 400 milhões. Ontem, as reservas internacionais do País subiram US$ 497 milhões para US$ 92,812 bilhões. E esse aumento coincidiu com a entrada dos dólares comprados pelo Banco Central (BC) na sexta-feira. Já o volume aproximado do lote de moeda adquirido pelo BC hoje será conhecido mais tarde pelo mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.